sexta-feira, 27 de abril de 2012

SINTO MUDANCA NO AR...


Sinto mudanca no ar...
Nao expecifico... nao sei.
mas sinto... sinto algo a mudar.
Ate a idade do mundo,
no enrugar de dunas e mares,
faz com que pense... ate em mim.
Nao havera local certo, nem fim.
Nem calendarios Maias,
nem apocalipses...
so e apenas um fim... individual.
Nem no final do mundo acredito.
Quero que acabe sim... a hipocrisia.
Algo vai mudar...
Sinto-o no ar... e estou certo.
Tao certo como respirar,
mesmo com o ar envenenado
que nos condena, sem ilusoes.
De repente tudo faz mal,
tudo e fragil e insoluvel,
e a alma acompanha... enfraquecendo.
A fraqueza humana muda,
torna-se forte por perceptivel.
Os burros leem livros de filosofia,
os doutores, pedem ajuda...
o comum mortal desliga-se,
e morremos alegres... suavemente.
Tenho saudades de crianca...
Tudo muda e se transforma,
mesmo que nada se perca,
so se perde a memoria,
nesta realidade dantesca,
que a disfarca.
Sinto mudanca no ar...

27 ABRIL 2012

4 comentários:

  1. Simplesmente lindo...!
    Sinto que o Carlos Lobato é uma boa pessoa e que escreve muito bem! Parabéns...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. so escrevo o que sinto... mas obrigada Maria Batista!

      Eliminar
  2. Parabéns Carlos por esta maravilha, adorei!!!Gosto imenso de lê-lo!!!Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um grande abraco e o meu obrigado... e um prazer sentir que gosta!

      Eliminar