terça-feira, 9 de julho de 2013

O GENE DA ESTUPIDEZ




Acabo sempre por me esconder aqui.
Tento resistir a toda a estupidez.
Ate a minha, como mortal e normal.
Todos os mortais tem o seu momento.
Ate o momento normal da estupidez.
Definir este estado nao e facil,
Tem a guerra das interpretacoes.
Julgamentos sujeitos a subjectividade,
a parcialidade dos interesses dos juizes.
Nao ha excepcoes. Simplesmente, nao ha!
Ha fugas disfarcadas, desinteresses.
Ha fingimento e distracao individual.
Por isso me escondo aqui.
Resistir a toda a estupidez,
a todos os estupidos declarados.
A estupidez, claro que e necessaria.
Tenho de saber avaliar os estupidos,
para realcar e elogiar os inteligentes.
Mas ha inteligentes estupidos.
Ha estupidos que nao sao inteligentes.
No fim, a moral da historia,
a estupidez e um virus em metamorfose.
Faz parte da mutacao humana,
faz parte da evolucao da especie.
Uma pitada de atitudes estupidas,
pode ser o segredo de algo inteligente.
O sistema imunitario nao esta habilitado,
passou ao lado sem ligar, agora sera tarde.
Nao ha nada nem ninguem que esteja vivo,
que nao tenha a sua boa dose individual.
O segredo dos inteligentes,
reside em esconder eficazmente a estupidez.
E eu?! Estupido? Claro que nao...
Disfarco muito melhor que os outros.


09 JULHO 2013

2 comentários:

  1. Resistir a toda estupidez, eis o caminho...
    Belíssimo e profundo texto poeta amigo Carlos Lobato, meus aplausos pelo belo blog. Abraços

    ResponderEliminar