sábado, 19 de outubro de 2013

UM BEIJO



Sinto a vida com paladar.
Um paladar arrepiante,
como vinho de reserva única.
O palato da vida é essencial,
por todas as sensações que sinto,
os tons, os cheiros, os toques.
A mistura é perfeita assim!
Um sonho perdido na noite,
um Sol que alimenta a alma,
um sabor a "não sei o quê",
que me apaixona por si só!
A música, a escrita e eu,
acordamos juntos num abraço.
Há um beijo sensível também,
como o escape do desejo
que se esvai ao abrir os olhos.
Basta-me pensar em ti,
e a vida faz todo o sentido!
O desejo que foi, fica.
O sonho que perdi, volta.
Apenas com um pensamento!
Se pintasse, serias modelo,
que copiava de todas as formas.
A melodia da tua fala,
eleva os sons a tímbres únicos,
como sinos em carrilhão,
que me custam controlar,
pela obra fantástica que sinto.
Sei que a paixão é assim,
que se altera tantas vezes,
mas no fim, tal como agora,
sirvo-me da felicidade
com egoísmo de todo o resto!
A vida tem um sabor.
A vida, tem vários sabores,
apenas os teus me transformam
num galopar de saudade,
onde toda a verdade nunca será dita.
Fica o espaço e o vazio,
a distância que ultrapasso sempre.
Ficas tu, fico eu,
duas estradas por galgar.
O final perfeito será simples,
sempre acontece por impulso.
Basta ver-te,
abraçar-te,
e um beijo.

19OUTUBRO2013

2 comentários: