terça-feira, 1 de outubro de 2013

COISAS SIMPLES




Já sei de que forma vivo.
Sei que o som me agride,
Sei que a luz me cega,
Sei que a dor me afasta.
A certeza de tudo o que sei,
é extraordináriamente pouca.
Cada vez mais me liberto,
de tantos clichés e imposições.
No mínimo tento. Penso o Sim.
Cada vez mais ligo menos,
só a simplicidade me serve.
Atingir esse estágio não é fácil,
reporta a opções irremediáveis.
Simplicidade não é ser fácil,
não é sinónimo de fraqueza,
antes um estado de espírito,
uma conquista de carácter.
Já sei de que forma vivo.
Vivo simples,
tomo opções,
busco felicidade.


01OUTUBRO2013


Sem comentários:

Enviar um comentário