terça-feira, 25 de março de 2014

DESEJO




Solícita ansiedade,
a que de simples,
não tem nada.

Sincero o trago,
em bebedeira fina.
Um corpo inteiro.

Soberba de lábios,
de todos os lábios.
Esta a minha sede.

Algures, aqui. Aí,
por onde estiveres.

Cheira,
Prova,
Possui-me!
De um trago.

25MARÇO2014

6 comentários: