quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

INCOMPLETO




De nós, a saudade.
De mim, não sei dizer.
Esta sensação de vazio.
Escrever estas letras,
Passar o tempo,
Cruel, lento e rotineiro.
Tudo o que faço,
Tudo o que digo,
O pouco que escrevo,
Nada faz sentido!
Sou defeito inventado,
sempre imperfeito,
sempre incompleto.

05DEZEMBRO2013

2 comentários:

  1. O extremar das sensações nesta areia que somos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As sensações têm uma enorme flexibilidade. Grato pelo comentário Jorge Braga!

      Eliminar