quarta-feira, 9 de julho de 2014

ALQUÍMIA INDECIFRÁVEL




É tão estranha a mente!
Tão fascinante mas ilusória.
Podia viver assim, reduzido
a esse espaço, sem fronteiras,
sem preconceitos e obrigações.
A vida não é só oxigénio.
É uma alquímia indecifrável.
É o prolongamento de mutações,
de tudo nunca morre,
de tudo que apenas se transforma.
A fórmula de Deus existe,
transformada em carne e,
gerida por esta mente, nem sempre certa.
Um bem pessoal e intransmissível!
Um labirinto de indefinições,
alimentadas por uma procura constante.
Os químicos são simples,
primários ou manípulados, são simples.
São impulsos e motivações,
devaneios e ilusões. É a fé!
A alma é o indefinido receoso.
Esconde-se e espera.
Castiga o corpo do Mundo.
O mal, é a demência.
As mentes doentes e congeladas,
todas aquelas que se tornam aberrantes.
Nascemos com mente de oiro,
puros como o cristalino da nascente.
Indecifrável, conquista a loucura
de tantos, como estuários lamacentos
que consomem tudo no seu caminho.
É estranha a mente!
Viver é simples,
mas não é para toda a gente.


09JULHO2014

2 comentários: